dezembro 18, 2005

Golo do Nuno com alavanca "Luisão"

O inferno vermelho voltou, desta feita com aquela vontade de ficar para sempre. No jogo com o Nacional da Madeira na catedral, o número de adeptos presentes ultrapassou novamente a fasquia dos 50000 bilhetes vendidos. Para os pessimístas que gabavam as audiências noutros campos, aqui está a resposta dos adeptos mais fervorosos do mundo...
No que toca ao jogo, foi o "charter" madeirense inteirinho à frente da baliza onde tínhamos de marcar. De tal forma, que para o grande Nuno Gomes marcar, teve de ir o Luisão abrir caminho, numa jogada daquelas que se dizem polémicas, para as redes adversárias. Em relação à jogada, os tipos comentadores não tiveram dúvida de uma falta claríssima que viram de forma tão nítida que quase se esventravam numa raiva contida pelos microfones dos patrões deles; normalíssimo se tivessem reagido da mesma forma ao penalti que ficou por marcar sobre o mesmo Luisão na primeira parte, ou aquela queda fraudulenta dum tal de Moutinho no jogo do dia anterior que deu grande penalidade, ou talvez as sucessivas quedas "roubadas" de um tal génio chamado Quaresma perto da área do Penafiel... Pois é. O orgulho de ser justo não mora para os lados da Sporttv, mesmo quando quem paga os salários a esses lagartões e tripeiros em segunda mão, é também o povo Benfiquista.
Quarta-feira vem o Vitória de Setubal sem treinador e espera-se o mesmo empenho, mas uma goleda bem maior...

PNV (Hop...)

3 comentários:

Anónimo disse...

Gostei que não tivessem marcado o penalti claríssimo. Agora não têm desculpa que os valha. Quanto aos comentadores... coitados... são velhos rebarbados com repressões sexuais dos tempos da tia mais velha!!!!

LFP

lagartomortodefome disse...

Ninguém para o benfica, allez ou...

Mr.Pepe disse...

Análise rigorosa do lance capital: 1º Não há falta do Chainho
2º Luisão perturba a acção do GR adversário na sua área de protecção. Falta, marcação de um livre indirecto.