outubro 01, 2010

Carta aberta a Jorge Jesus:

Caro Jorge Jesus, deixa-me no início desta missiva agradecer de forma incondicional a minha admiração pelo trabalho que desenvolveste a época passada. Deixa-me agradecer a forma solene com que respeitaste os pergaminhos do clube que agora representas, esquecendo anos zero e adaptações ao plantel e partindo logo para a conquista de títulos.
Deixa-me agradecer a vibração uníssona com que segui (mos) o futebol entusiasmante que orientaste sobre aqueles jogadores, de uma forma tão efectiva e bela que o trabalho invisível foi de tal forma sublime que nem foi preciso referir que o mesmo existiu.
Deixa-me agradecer também os momentos de glória quase épicos que vivi na minha sala de estar, no estádio ou em qualquer outro espaço onde estivesse a acompanhar os jogos deste meu “novo velho” Benfica.
Deixa-me aqui agradecer quase vergado pelo peso da tua eficácia, a tremenda vitória sobre o porto na final da Taça da Liga ou a vitória sobre o Sporting na mesma, são momentos desses que fazem dos meus (nossos) descendentes benfiquistas convictos da dimensão assombrosa que o nosso clube já teve e que por momentos tu nos devolveste.
Deixa-me agradecer com lágrimas nos olhos a conquista do campeonato passado, após uma longa época de grandes jogos, fintando um adversário encomendado na última das jornadas.
Deixa-me agradecer um discurso isento de erros de arbitragens, sim, porque contra os esquemas tácticos quase infalíveis que apresentavas todas as semanas no relvado, viessem eles roubar que levavam no saco mais uma vitória do Benfica.
Deixa-me agradecer-te esse jeito gingão mascador, de uma pessoa vincada pela força da vida e que muito teve de viver até conseguir finalmente um plantel que lhe possibilitasse por em prática quase sem falhas, anos e anos de estudo e de tácticas futebolísticas e movimentações atacantes que há muito viviam aprisionadas em planteis na base do Belenenses e por aí a fora.
Deixa-me agradecer uma época de ouro, em que tudo foi pensado e ponderado e em que naturalmente os sucessos foram aparecendo, esquecendo numa primeira abordagem uma Europa impossível a troco do reconhecimento nacional e das suas competições.

Agora, caro Jorge Jesus, explica-me o que se passou para que tudo o que atrás descrevi se tivesse perdido no ar, como dinheiro no bolso de um pobre, em coisa de três ou quatro meses?

Mostra-me, nem que seja só uma sombra de, que raio de força invisível é esta que não nos permite manter uma lógica de vitórias ou um sequencia evolutiva de trabalho desenvolvido…

Prova-me, como se eu fosse um menino de 5 anos, como é que saindo 2 jogadores e entrando 7 não se conseguiu garantir o equilíbrio de um plantel que a época passada se poderia dizer em construção e esta deveria estar terminado…

Ilude-me (e a mais 5 999 999 adeptos) e diz-me com optimismo que ainda vamos a tempo de reconquistar o que conquistaste na época passada. Diz-me que estes 9 pontos que nos distanciam da nossa posição natural, são aqueles 9 pontos que comes todos os dias ao pequeno almoço…

Por favor Jorge Jesus, dá novas provas da tua relação directa com o criador (ou barbudo se preferirem) e mostra-nos que não é uma direcção incompetente que te castra a vontade, que não são jogadores contrariados que te deformam o esquema de jogo, que não é uma preparação física débil que te faz fraquejar onde outrora tiveste sucesso…

Di-lo Jorge Jesus, di-lo em voz alta e aos berros… Mostra-o como o predestinado das vitórias que antecipaste ser… Luta com essa corja apitadeira que condiciona resultados ou com esses pançudos burgueses nortenhos que mafiam os esquemas do submundo…

Levanta-te filho do senhor e cura a doença que parece infectar o Benfica!

Dá-nos um só sinal… e pode ser já no domingo, na catedral, à hora certa e no momento exacto.

6 comentários:

Bola7 disse...

tá bom...mas partes do principio que a culpa é só e terceiros o que não me parece de td ser verdade...

Mauro disse...

Porque pedes tanto e tão pouco???

Bastava pedires para ser catedrático na pratica e não nos discursos


Obs: e não comeces a copiar a pratica daquele blog horrento com textos que mais parecem biblias

Anónimo disse...

O problema foi que o JJ tinha um acordo com o porco-mor para esta época, e o LFV ficou cheteado e teve inclusive que lhe cobrir a proposta dos porcos. O caldo azedou entre ambos e agora o resultado está à vista de todos.

jornal.gloriosasfera.com disse...

Este artigo foi considerado Evento da Semana no Jornal da Gloriosasfera.

Saudações Gloriosas
jornal.gloriosasfera.com

Fluzão Eterno disse...

Criei um blog sobre meu time de coração que é Fluminense e gostaria de perguntar
se você poderia me ajudar fazendo uma parceria de link comigo,desde já muito
obrigado e parabéns pelo seu blog:
http://fluzaoeterno.blogspot.com/

Fluzão Eterno

Anónimo disse...

o trabalho que o jj tem feito desde quando chegou ate agr tem sido estupendo.