março 08, 2010

Velocidade de cruzeiro


São águas calmas aquelas que o Benfica enfrenta neste momento...


A vitória sobre o Paços de Ferreira foi tão natural como normalizadora. Tirando uma ponta de nervosismo que se mostrou após o golo dos visitantes, tudo o resto foi fluido e sensato, com uma simplicidade digna de quem sabe o que está a fazer.


Nas bancadas o público trocou o desespero e o medo pelo apoio puro e simples. As vozes fora de campo empurram a equipa para a frente, os jogadores sentem e por isso cumprem.


Jesus mostra jogo a jogo a transfiguração que provocou no Benfica, naturalmente a equipa ganha, por vezes em esforço outras como água a sair da torneira...


Saem titulares, entram suplentes e a nitidez de jogo mantem-se. Airton revela-se a cada minuto e Javi descança na bancada sem ver comprometida a sua posição. Aimar recupera e martins brilha... Ramirez vai à picanha e Amorim marca! Tudo, mas tudo, sobre a batuta exemplar do maestro celestial, ele sim, que tem descendência divina!


Foram 3 golos num jogo em que o Benfica foi perdulário, senão seriam muitos mais! E isto é um facto.



Aos rivais conta-se outra história.


Porto padece sobre si próprio como um inválido sem bengala. O apoio que durante tantos anos os suportou e carregou, sobretudo em jogos frente a equipas pequenas e antes de jogos europeus, findou-se... E logo a seguir cairam os discípulos de pedroto (sim, com letra pequena)!


O Braga começa a revelar as suas maiores fraquezas... Não tendo um plantel displicente, tem um plantel curto e sem soluções. As pernas de 11 não duram uma época inteira, nem a sorte os ilumina em todos os jogos.


Vem agora o jogo frente ao Marselha. Na minha opinião é para ganhar... Se não der???? Entra suplente, o que nós queremos mesmo (para já) é o Benfica campeão nacional...


Braga a 3, porto a 11 e verdura a 20...


Nostalgia? Não... JORGE JESUS!

6 comentários:

águia disse...

http://forzabenfica.blogspot.com

magalhães.Sad.SLB disse...

Excelente Post!!

Gostei especialmente da parte "Saem titulares, entram suplentes e a nitidez de jogo mantem-se. Airton revela-se a cada minuto e Javi descança na bancada sem ver comprometida a sua posição. Aimar recupera e martins brilha... Ramirez vai à picanha e Amorim marca! Tudo, mas tudo, sobre a batuta exemplar do maestro celestial, ele sim, que tem descendência divina!" - LINDO!!!

RF
http://magalhaes-sad-slb.blogs.sapo.pt/

serge24 disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Jotas disse...

Muito bom post.
Mais uma exibição convicente do Benfica, começam a faltar adjectivos para classificar o bom futebol desta equipa, futebol esse, cuja qualidade, lhe dá total mérito e inteira justiça na liderança, a qual, só pode ser questionada por ma fé, ou por alguém com uma tremenda incapacidade de ver e apreciar bom futebol.
Faltam 8 finais e apesar de nada estar ganho, de ainda haver um longo caminho pela frente e muitas dificuldades no relvado e fora dele, seria uma tremenda injustiça, uma equipa que apresenta tamanho nível, não ser o justo campeão.

Pablo Aimar disse...

Vou ter de discordar de ti, na parte em que dizes que Martins brilha. Comparado com o que vimos este ano do Carlos, esteve um pouco em baixo, fez alguns passes bons, mas faltou aquela sua magia.
Gostei muito da exibiçao do Ruben Amorim, nas posiçoes que jogou, esteve bastante bem, defendeu bem, atacou melhor, e ainda fez um merecido golo.
Mais um jogo, e Airton a dar cartas. Muito solido no meio campo, nem parece que so fez 2 jogo pelo Benfica, pode vir a ser mais vezes alternativa ao Javi Garcia.
Destacar tambem o Jorge Jesus, mexe na equipa, como se fosse um jogo de damas, troca as peças todas e continua sempre a dar certo. Fantastico

benficaatemorrer disse...

Rsposta ao comentário apagado:

11 pontos...

Que la sigam chupando...