dezembro 15, 2008

Ganda flash (ao passado) man!!!


Almoço Natal Sport Lisboa e Benfica
Mensagem do Presidente Luís Filipe Vieira


Permitam-me que comece esta minha intervenção confessando a satisfação que sinto ao ver reunidas – neste pavilhão - todas as pessoas que diariamente se dedicam a servir o Benfica.

Não esqueço – é impossível – aqueles que nas horas mais difíceis – e foram muitas – nunca desistiram, nunca baixaram os braços e sempre acreditaram – comigo – que era possível chegar aqui! (uma palavrinha aos sócios também, não estiveram no almoço mas fizeram o resto todo)

Quando olho à volta deste pavilhão, recordo muitas histórias vividas ao longo destes anos – umas mais felizes que outras – mas todas partilhadas com o mesmo objectivo: recuperar e fazer crescer o Benfica. Ontem como hoje, o Clube precisa do vosso profissionalismo, da vossa dedicação e da vossa generosidade. Quem me conhece sabe o valor que dou ao trabalho de equipa. Porque só assim se conseguem vencer as dificuldades e alcançar os objectivos propostos. Muito obrigado a todos pela vossa dedicação e amizade!Ao contrário do que muita gente pensa, é a mudança e não o imobilismo que melhor defende o Benfica e melhor serve os interesses dos benfiquistas.

Nos últimos anos temos conseguido antecipar problemas e desenhar as respectivas soluções. (é verdade, sobretudo a nível extra-desportivo)

É esta mentalidade que nos vai permitir continuar a crescer, por maiores que sejam as dificuldades e por maiores que sejam os obstáculos. Não nos limitamos – como no passado – a reparar danos! Esse tempo já lá vai!

Agora, diariamente, projectamos o futuro, traçamos o objectivo, escolhemos o caminho. É este o novo Benfica que todos vocês ajudaram a reerguer ! (vamos lá carago... bora lá ver se ainda dá para marcar o penalty sobre o Nuno...)

Há uma nova atitude, uma nova forma de agir e isso reflectiu-se na maneira como conseguimos, durante todos estes anos, mudar a realidade do nosso Clube.

Já enfrentámos no passado muitas tempestades, vamos – no presente e no futuro – continuar a enfrentar algumas. É natural, porque cada tempo traz as suas dificuldades, mas não serão os incidentes de percurso que nos irão distrair da necessidade de mantermos este rumo e esta visão de crescimento. (sim, digamos que as tempestades de Leixões deixam um gajo enjoado, mas tendo em vista o crescimento é como se diz, o que não mata engorda...)

Também é verdade que este ‘barco’, hoje, já está preparado para enfrentar tempestades que no passado nos podiam ter feito naufragar. Mas não agora, o Benfica é hoje um barco sólido que consegue navegar por mais agitado que se mostre o mar!! (voltando ao tema náutico, referia que ás vezes parece que a bússola aponta demasiado a norte...)

É um enorme esforço aquele que se nos pede, um esforço em que ninguém é dispensável, porque o ciclo económico que esta para chegar vai exigir critério e estratégia, vai obrigar-nos a mobilizar todas a nossas capacidades.

Gostaria, neste capítulo, de deixar uma palavra de incentivo a todos os atletas, treinadores, dirigentes e seccionistas das modalidades. Sabem que a conjuntura económica é difícil, mas sabem igualmente da minha determinação em manter o ecletismo do Clube.
É um princípio do qual não abdicarei, mas sou igualmente intransigente na necessidade de alcançar resultados equilibrados que nos obrigam a gerir com rigor e com critério. Aliás, este é um princípio que se aplica a todo o Clube!
Reuni com todos. Pedi-vos apoio para trabalhar em conjunto, para encontrar soluções. E de todos, é justo que se diga, obtive a colaboração e o necessário incentivo! Todos entenderam o problema e todos partilham a necessidade de encontrar novas soluções. (clap, clap, clap...)

Obrigado por isso! Em relação à equipa de futebol profissional, queria, igualmente, deixar uma palavra de exigência. (oops... que vem lá???)

Este é um ano, como todos sabem, de grande expectativa e em que todos devem ter a consciência da enorme vontade dos nossos adeptos em ver o Benfica voltar a trilhar caminhos de sucesso. (ora bem...)

Todos sabem o enorme esforço que foi feito ao longo dos últimos anos. Foi um enorme desafio aquele que nos trouxe até aqui, e é por isso com enorme satisfação que – hoje – olho para trás e vejo o muito que foi feito. (sim, 6 anos = 1 campeonato nacional, 1 taça de portugal e uma super-taça)

Sempre aceitei as dificuldades do caminho, e sempre lutei por contornar todos os problemas. De todos vocês espero total dedicação e entrega ao Clube, o rigor e a lealdade necessárias à implementação de um espírito que nos permita construir uma grande EQUIPA! Solidária e companheira, ambiciosa e empenhada! (nisso parece que está a haver sucesso)

Chegaram ao futebol novas pessoas, novos jogadores, uma nova equipa técnica, o que correspondeu à vontade desta direcção. É claro isto obriga a assimilar novos conceitos, pressupõe mudanças e um processo de crescimento que implica um tempo de maturação. Mas tempo não pode significar menor empenho. Significa, isso sim, rigor e responsabilidade. Significa a necessidade de reclamar em cada dia mais trabalho, implementando uma dinâmica vencedora que deve passar a constituir a regra e não a excepção. (essa da dinâmina cheira a Quique... quanto ao resto ler post anterior!)

Todos somos responsáveis pelo futuro do Clube e todos devemos ter a noção do enorme investimento que foi feito e da necessidade desse investimento obter o devido retorno. Conto por isso com o vosso empenho e o vosso profissionalismo! (ainda temos a taça carlsberg, vamos ver...)

O que atrás foi dito para o futebol profissional, vale também para o futebol de formação. O futuro depende do que fizermos no presente, e é isso que esperamos dos responsáveis do futebol de formação: que preparem convenientemente o futuro e que formem jogadores que saibam vestir e honrar a camisola do Sport Lisboa e Benfica.
Vivemos um tempo de muitas exigências e de muitos desafios, de muitas dificuldades e alguns riscos. Mas ao falar das dificuldades e dos riscos estou também a falar da nossa capacidade e da nossa energia para as ultrapassar e vencer!

Gostaria, ainda, nesta minha intervenção, deixar uma palavra merecida para o mais novo elemento do universo do Sport Lisboa e Benfica: a Benfica TV.A dinâmica de crescimento do Benfica vê-se, entre outras variáveis possíveis, pela inovação que conseguimos trazer para dentro do Clube, pelo pioneirismo em matéria empresarial que conseguimos aplicar, pelo desenvolvimento de projectos únicos a nível dos clubes portugueses.
A nossa tarefa é definir um rumo que permita distinguir as ameaças das oportunidades, sabendo afastar as primeiras e agarrar as segundas.
esse ponto de vista temos razões para estar satisfeitos com o trabalho desenvolvido. O arranque das emissões da Benfica TV enquadra-se na descrição que acabei de fazer. É toda uma mudança que aí vem. Trata-se de um compromisso assumido por esta direcção, e é com natural satisfação que podemos assinalar que o objectivo foi alcançado. Parabéns a todos os profissionais que levaram por diante a tarefa de concretizar a ambição desta direcção! (isso é mesmo de assinalar... tenho orgulho nessa conquista...)

A terminar, não posso esquecer todos aqueles que durante estes anos me têm sabido acompanhar nos momentos de maior dificuldade. Falo dos Órgãos Sociais do Clube, daqueles que com sacrifício da sua vida pessoal e profissional me têm apoiado diariamente nesta imensa tarefa diária. A todos eles o meu muito obrigado! A todos um excelente Natal e um 2009 à medida dos nossos desejos e expectativas!! (e já agora os sócios, novamente...)

Confesso que cada vez que o homem aparece a falar em público me arrepio sempre um bocadinho... Faz-me lembrar as épocas da melhor equipa dos últimos 10 anos e assim...

Mas pronto, FELIZ NATAL SENHOR PRESIDENTE!

3 comentários:

Anónimo disse...

Feliz Natal???? Só se for para ele...
Pior que sermos eliminados da taça, foi ter de passar pelo vexame de ler alguns comentários sobre a exibição do SLB, que, curiosamente, dominou o jogo como nenhum outro "grande" o fizera contra o Leixões (aliás, os outros perderam...). Mas no fim quero ver se ainda têm tanta razão para bazófias...
Abraço,
Zé Amaral

biohazard disse...

Lá vem o Presidente com o discurso da moral, da praxe.

Sinceramente, acho que não se pode pedir mais ao homem. O grande erro dele, e que este ano corrigiu, foi querer ser director desportivo, posição para a qual não tem a menor apetência.

A partir de agora, e com a recuperação que ele fez, ou diz que fez, às contas do Clube, basta esperar que os atletas e equipas técnicas façam o seu trabalho, e quando digo isto refiro-me a todas as modalidades porque neste momento qualquer que seja o atleta do Glorioso, tem todas as condições para ser o melhor de Portugal, ou do Mundo (Nélson e Vanessa).

Esperemos para ver se o trabalho económico tem seguimento no capítulo desportivo para que até a "comunicação social" veja o bom trabalho que se faz no Maior do Mundo.

SAUDAÇÕES BENFIQUISTAS

Anónimo disse...

eheheheheh