fevereiro 10, 2010

Curiosa atmosfera de falso brilho...


Tenho esta na cabeça desde ontem ao final do jogo e portanto vou começar por aí...


NUNCA PENSEI VER O BENFICA IR A ALVALADE, GANHAR POR 4 A 1 E FICAR COM A SENSAÇÃO DE TER SABIDO A POUCO...


Pronto, já está e agora vou postar.


O Benfica entrou em campo com 4 habituais titulares e começou o jogo a ver o João Pereira ser expulso por ser estúpido, nada que não fosse do conhecimento geral.


Com menos um em campo a verdura tornou-se medrosa e decidiu defender a defesa... Dois golos da armada de Jorge Jesus nascem com naturalidade frente a um adversário reduzido a um só jogador e logo um avançado. Se não fosse Liedson acredito que no final da primeira parte o resultado fosse superior a 3-0 para nós.


O zmerding marca e o Benfica treme durante os minutos finais da primeira metade. Treme porque continua a sentir enormes dificuldades na comunicação entre os seus elementos defensivos...


A ligação entre os guarda-redes e os defesas do Benfica, seja Quim na baliza ou Júlio César ou Moreira é fraca, deficitária e insegura... Exactamento o oposto do que se passa do meio campo para a frente. Ainda assim foi suficiente para aguentar o zbording mais fraco das últimas temporadas.


A equipa a ganhar tão fácilmente (quando soaram os primeiros olés nas bancadas aos 2-0 só me fez lembrar aquele jogo no mesmo estádio que acabou 5-3) reduziu os níveis de concentração e cometeu erros tão infantis que me deixaram os poucos pelos da careca em pé...


O terceiro golo nasce novamente de uma bola parada que Luisão (a girafa gritavam no rádio) cabeceou completamente isolado na área verde...


Quando tudo estava decidido Cardozo apontou à barra da baliza de Patricío e fez um golão épico que se tivesse sido no passado sábado me faria tirar a roupa e ir correr pelos pinhais a fora feito louco... Mas não foi, foi um golão que choveu no molhado!


À parte do jogo digo que é deprimente um clube como o sporting ver os seus adeptos sairem à meia hora de jogo do estádio...


Os enormes vencedores da noite, mais ainda que a equipa do Benfica, foram os adeptos do Benfica que juntamente com os seus jogadores esmagaram a existência verde e branca até esta se tornar pó...

Foi baile disparado em todos os sentidos!!!


Lá vamos nós novamente à final da cervejola...


Siga, mas nunca esquecer que o importante é o campeonato!!!


Última deixa do post... E agora Betencurtes???

4 comentários:

Jotas disse...

Gostei da introdução e concordo.
Um jogo em que só deu Benfica e que ficou marcado pela entrada bárbara de João Pereira e uma justa expulsão deste jogador que não vai mais longe pela sucessão de atitudes como esta. O Benfica venceu bem, até porque foi quem entrou no jogo com vontade de vencer, mesmo poupando e muito bem meia equipa.
Destaco César Peixoto, já com o Porto fez um grande jogo, a demonstrar que merece mais apoio dos adeptos do Benfica e que nos grandes jogos está sempre lá e Di Maria, teve momentos de pura magia e divertimento, um diabo à solta.

Anónimo disse...

Bela crónica, destaco a observação da ligação guarda-redes com a defesa porque é algo que me deixa deveras inseguro!

Abraço
Redady

Quatro ná pá dos lagartos! eh!eh! ... hoje andam tão encolhidos que esticados ao máximo não se fazia um par de sapatos!

biohazard disse...

A parte melhor foi a de "...tirar a roupa e ir correr pelos pinhais a fora feito louco..."

Dasse, que bela imagem.

SAUDAÇÕES BENFIQUISTAS

Gigi disse...

Foi lindo!!!!