fevereiro 01, 2010

Num navio a afundar...

... os ratos são os primeiros a fugir!



Fernando Gomes já se demitiu

Está confirmado: Fernando Gomes sai mesmo do executivo da SAD portista. A BOLA sabe que os últimos passos do processo eram definitivamente irreversíveis, e a formalização interna foi prontificada nos últimos dias da semana que passou.

O vice-presidente para a área financeira já se demitiu, seguindo-se nos próximos dias a respectiva comunicação oficial à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

De acordo com as informações entretanto actualizadas ao longo do dia de ontem, o caso não tem realmente retorno possível: Fernando Gomes pôs fim à sua acção enquanto vice-presidente da FC Porto/SAD, onde se manteve como o principal rosto da área crucial das finanças, e apesar das reservas comuns a todos os que estão directa ou indirectamente ligados ao abandono das funções por parte deste administrador, é crível, segundo A BOLA apurou, que Fernando Gomes continue ligado ao clube, já que é também vice-presidente do FC Porto, situação que acumulou com a chegada ao executivo da SAD, há nove anos.

Se havia ainda, dentro do clube, quem aguardasse ou tentasse uma solução de concórdia e conveniência com os interesses do clube a sobreporem-se a qualquer género de conflitualidade, o facto é que Fernando Gomes tinha acumulado muitas e poderosas razões para chegar ao extremo da demissão. Razões de divergência que, como agora se reforça, se consubstanciam em definitivo e na irreversibilidade de uma acção já assumida em círculos fechados e privados por quem de direito. E, provavelmente, o seu sucessor será colhido fora da actual estrutura.

A BORLA

3 comentários:

Jotas disse...

Com os problemas deles posso eu bem.

biohazard disse...

Tá quase. Este era da área financeira e não concordou com algumas jogadas de bastidor e saltou fora, quando os que mandam para lá o dinheiro, em troca de favores, começarem a pensar que o investimento não tem o retorno pretendido, as finanças dão um estouro tão grande que faz parecer a crise mundial uma brincadeira de meninos.

E nós cá estaremos para ver e aplaudir, no dia em que isso acontecer.

SAUDAÇÕES BENFIQUISTAS

Anónimo disse...

Concordo plenamente com o título do artigo.

http://www.ojogo.pt/26-329/artigo898038.asp