fevereiro 01, 2010

Passa a bola ;)

Sirik e o impagável benfiquista que assina sob o nome do blogue já abordaram, por assim dizer, dois dos temas que tinha em mente pelo que seriam escusadas mais palavras. Ainda assim, e sobre o caso do túnel da Luz, tenho de deixar a pergunta no ar: onde estão, afinal de contas, as alegadas provocações que os portistas afirmavam ter acontecido e que garantiam mesmo que se poderiam ver nas imagens? Pois é. É a velha táctica daquela agremiação. Lançam umas atoardas e depois contam com o conluio de alguns "jornalistas" para fazerem prova do que dizem. Desta vez correu mal. Tanto para a agremiação da fruta como para os "jornalistas" que se contentam com alguns caroços!

Mas, passemos ao futebol propriamente dito. Ou, como diria o outro, passa a bola!

No sábado o glorioso recebeu os afonsinhos lá de cima e com três tiros conseguiu quatro objectivos:


  1. O mais óbvio: os 3 pontos.

  2. A pressão sobre os novos protegidos da "fruticultura"

  3. Manteve a distância sobre os... hum... vocês sabem quem.

  4. Aumentou para 15 pontos a diferença sobre os lagartos


O Benfica foi sempre superior e nem mesmo o golo, algo consentido, tirou discernimento à turma de Jesus. E num jogo em que Cardozo esteve especialmente desinspirado, apareceu, finalmente, o conterrâneo Carlos Martins que, mesmo com a expulsão, fez a meu ver um jogo perfeito. Jogou, deu a jogar e marcou. Há muito que procurava um jogo assim. Apareceu quando tinha de aparecer... sempre em bom tempo.



Por outras bandas, cercadas de muita água, na terra das bananas, viveram-se momentos de puro revivalismo. Sem me alongar muito, pois o técnico dos insulares disse tudo, fico-me por uma pérola saída da boquinha de um dos comentadores da sporttv a propósito do alegado penalti (muahahahahahah) que resultou na expulsão, mais do que injusta, do defesa do Nacional da Madeira: "Há um movimento do pé...!" - vale tudo para justificar o injustificável. Pena que na cabecinha do comentador não houvesse um movimento, mesmo que mínimo, de inteligência que o deixasse caladinho.


Movimento de pé, neste caso dos dois, viu-se em Kléber. Sabem, aquele que os tripinhas andavam a namorar há meses! O homem assim que viu onde se ia meter não teve dúvidas e pôs-se a andar dali para fora.


Quem está mortinho para vestir a camisola do glorioso é a nova estrela argentina, Franco Jara. A vontade é tal que o rapaz nem se importa de esperar pela próxima época. Importante é vir, ver e ficar. Assim como fizeram os compatriotas Aimar, Di Maria e Saviola.


Por fim, permitam-me uma sugestão aos lagartos. Contratem o Sá Pinto, não como director mas sim como jogador. Assim como assim é óbvio que o futebol dos lagartos precisa de mais agressividade em campo... muito mais!





Um abraço.

4 comentários:

benficaatemorrer disse...

eis a nobreza que andava daqui arredada...

sempre bom ler-te rapaz...

Jotas disse...

Excelente a abordagem destes assunto neste blogue de referência.

Pablo Aimar disse...

Tudo dito neste post. Vamos agora ganhar ao Leiria para meter pressão nos corruptos aprendizes, que ai eles até se borram!

Em relação ao jogo, gostava de destacar o fantástico regresso de Ruben Amorim, a solidez que oferece ao meio campo e a simplicidade com que joga, conferem muita tranquilidade a Jesus.

Rumo ao título

Flip NNunes disse...

E Mais uma Vitoria do SLBenfica..

CarreGa Benfica!!

Saudacoes Benfiquistas!!