julho 01, 2008

Finalmente...


Após uma novela incrível, com voltas inesperadas e contornos demasiado rebuscados para ser verdade, ontem por volta das 2 da manhã Carlos Martins assinou pelo maior clube do mundo.
O jogador, que há muito era escolha pessoal de Rui Costa, mostrou ser uma pessoa integra e um profissional de palavra. Respeitou o compromisso com o Maestro, ex-jogador por quem nutre sincera admiração.

Agora cabe aos adeptos do Benfica saber dar condições a um jogador que pode em muito ajudar o Glorioso a voltar à sua condição natural de campeão.

BEM-VINDO CARLOS MARTINS...

ps - Daqui a uns dias todos vão saber os contornos (os porcos e os limpos) desta transferência...

8 comentários:

Anónimo disse...

Até que enfim, estamos salvos, já temos este jogador tão desejado, no nosso seio.

lagartomortodefome disse...

És otário anónimo...

lagartomortodefome disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Benficaatemorrer, estás sempre e sempre a adiar esclarecimentos.

Estás à espera que apareça na imprensa para depois dizeres "que sim"?

Enfim..

VeRMeLHoVZKy disse...

Caros amigos,

Ficam aqui alguns pontos sobre Carlos Martins.

O míudo Carlos Martins é de Oliveira do Hospital e por isso tem um temperamento bem beirão.

Quem o conhece sabe que é alguém bem disposto, amigo do seu amigo e respeitador.

Quando foi para o Sporting (meados dos anos 90) era considerado como uma das grandes promessas. Foi crescendo nos escalões juniores e surgiu nos Seniores após a saída de Simão. Na sua primeira época (com 18 anos) não tem grandes hipoteses nos séniores, mas treina ao lado de Paulo Bento, Pedro Barbosa, João Pinto, Rodrigo Fabri, Edmilson, etc...

Para ganhar rodagem, em 2001-2002 é emprestado ao Campomaiorense da segunda liga e acaba por fazer uma excelente época. Por causa disso é chamado à casa mãe com promessas de oportunidades.

Mas isso não acontece. A temporada começa e Boloni prefere apostar nos consagrados Paulo Bento, Pedro Barbosa, João Pinto ou Sá Pinto.

Na verdade essa época torna-se um pesadelo para o Sporting pois o grupo divide-se entre os consagrados e uma geração mais nova.

Pelo que sei Carlos Martins começa nessa época a ter problemas com alguns dos consagrados (direi quem são mais à frente)... Gente que pela frente dizia uma coisa e por trás fazia outra. E num balneário com um Jardel na sua pior fase, tudo começa a desabar.

Acaba por voltar a ser emprestado, desta vez à Briosa onde faz uma bela segunda volta.

Fernando Santos chega ao Sporting que acaba de perder as suas príncipais pepitas (Quaresma e Cristiano Ronaldo) e a sua referência de ataque.

A equipa está envelhecida e Fernando Santos decide aposta num novo meio-campo e encostar os velhos Barbosa e Bento.

Barbosa e Martins nunca foram unha com carne, e nesse momento a coisa complicou-se. Além do mais o bom amigo de Barbosa (um tal de Bento com Risco ao meio) também não fez a vida fácil a Martins.

Carlos no entanto era cada vez mais amado pelos adeptos. Mas a época acaba por não ser a melhor por causa das lesões.

Com Peseiro (e já com Bento retirado), Carlos Martins faz uma boa época e torna-se uma das figuras do Sporting.

Mas isso não deixo contente certa pessoa que é relegada para segundo plano. Se os problemas entre os 2 já existiam, pior ainda ficaram as coisas.

Na época seguinte quando todos esperavam a explosão de Carlos Martins, eis que Paulo Bento toma as rédeas da equipa principal.

Paulo Bento atira Carlos Martins para segundo plano e prefere outros jogadores. Moutinho, Custódio, João Alves ou Rogério. O público não gosta e começam a surgir críticas.

Mas se 2005/2006 foi mau, pior seria o ano seguinte com a promoção de Pedro Barbosa a Director Desportivo. De aí para a frente, Carlos Martins deixou de ter paz. Foi tratado como um anti-cristo e quando era lançado na equipa, parecia que tudo era feito para o queimar.

Barbosa vingava-se assim das desavenças anteriores e conseguia atirar Martins para fora do Sporting.

Martins sai e quando todos pensavam que iria desaparecer eis que faz uma bela época em Espanha. Com um treinador e com dirigentes sem desejo de vingança, Martins voltou a ser o dos tempos de Fernando Santos ou Peseiro. Um jogador lutador, que cumpre e é humilde.

Quem o conhece sabe que o maior desejo de Martins é dar uma chapada de luva branca aos dois leões convertidos (relembro que um andou pelo Benfica em formação e sénior e outro é das escolas do Porto).

A sua sorte foi conhecer Rui de há muito. Rui é a antitese de Pedro Barbosa. É alguém que conquistou tudo sempre com grande humildade e amizade por todos.

Com a sua maneira de estar conquistou a amizade de Martins e numa conversa a meio da época, quando Rui lhe perguntou se gostaria de trabalhar no SEU Benfica, Carlos não teve a mínima dúvida.

O único problema era Barbosa... não o do Sporting... o outro, o agente-palhaço: Paulo Barbosa.

Paulo Barbosa tudo fez para que Martins não fosse para a Luz. O Sporting foi avisado e Jamesson Franco ainda tentou falar com Martins.

Mas Carlos sabia que o regresso a Alvalade era para ser queimado por Barbosa (o Pedro) e Bento (o Paulo).

Mas Paulo Barbosa não desistiu e ainda o tentou colocar noutro sítio (no dos Porcos). Mas um Beirão não quebra a sua palavra e Barbosa (o Paulo) lá se teve que rebaixar.

Pois acreditem que Martins tem muito a provar e sabe que a confiança de Rui e Quique é total. Os Barbosas e os Bentos que se cuidem, que este ano pode ser que muita gente lhes peça explicações pela dispensa de Carlos Martins.

GeracaoBenfica disse...

VERGONHA NA LIGA DE CLUBES!

INCENTIVO À CORRUPÇÃO:

http://geracaobenfica.blogspot.com/2008/07/isto-se-chama-uma-no-deciso.html

NÓS ADEPTOS VAMOS FICAR QUIETOS? ATE QUANDO?

Coluna D'Águias Gloriosas disse...

Acórdão do CJ mantém punição a Pinto da Costa!

http://colunadaguiasgloriosas.blogspot.com/2008/07/acrdo-do-cj-mantm-punio-pinto-da-costa.html

águia_livre disse...

Carlos Martins vai dar muitas alegrias aos benfiquistas.

Eu confio no Carlos.
.