junho 26, 2008

FC Porto na Liga dos Campeões deixa Platini pouco “contente”

O presidente da UEFA, Michel Platini, manifestou-se insatisfeito com a inclusão do FC Porto na próxima edição da Liga dos Campeões em futebol, numa entrevista concedida ao diário desportivo espanhol “MundoDeportivo”.

"Como presidente da UEFA não estou nada contente com a sua (FC Porto) inclusão na Liga dos Campeões. Digo-o claramente. Durante o meu mandato, a UEFA vai lutar até à morte contra a corrupção", garantiu o dirigente à edição de hoje do jornal espanhol. Michel Platini recorda que uma equipa que for sancionada pela sua federação e pela UEFA por corrupção "não pode disputar uma competição europeia", admitindo, porém, que o caso do FC Porto "pode cumprir os requisitos legais, embora não seja esse o espírito". A 16 de Junho, a UEFA admitiu o FC Porto na próxima edição da Liga dos Campeões de futebol e garantiu que o processo não será reapreciado na Comissão de Controlo e Disciplina do organismo antes do início da época 2008/09. O organismo confirmou que a decisão administrativa, tomada "na sequência dos fundamentos escritos enviados pelo Comité de Apelo da UEFA", se deve ao facto de "os procedimentos legais em Portugal ainda não terem terminado". O FC Porto argumentou, entre outras alegações, que a sentença de dois anos de suspensão aplicada a Pinto da Costa e da perda de seis pontos ao FC Porto na Liga portuguesa no caso Apito Final não transitou em julgado, considerando a UEFA ser conveniente aguardar por uma decisão do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol, para o qual o presidente dos portistas recorreu. A 4 de Junho, a Comissão de Controlo e Disciplina da UEFA decidira não admitir o FC Porto na Liga dos Campeões, devido à condenação do clube a multa e à subtracção de seis pontos, pela Comissão Disciplinar da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, por dois actos de tentativa de corrupção na época de 2003/04. O FC Porto recorreu desta decisão para a Comissão de Apelo da UEFA e esta, na sexta-feira, devolveu o processo para a Comissão de Controlo e Disciplina, alegando que Benfica e Vitória de Guimarães deveriam ter sido ouvidos em primeira instância. A Comissão de Apelo considerou que os dois clubes eram parte interessada no processo, pois podiam beneficiar de uma eventual penalização do FC Porto. Os tricampeões nacionais argumentaram junto da UEFA que o acórdão da Comissão Disciplinar da Liga não transitou em julgado porque o recurso de Pinto da Costa, suspenso por dois anos, pode obrigar à reapreciação do processo. O FC Porto também defendeu que não pode ser aplicada retroactivamente uma norma que entrou em vigor em Janeiro de 2007 e comparou este caso com o da Juventus, castigada em Itália num processo idêntico (CalcioCaos) sem que lhe tenha sido imposta qualquer sanção pela UEFA. A alínea d) do ponto 1.04 do Regulamento de Competições da Liga dos Campeões determina que, para ser inscrito, um clube "não pode estar ou ter estado envolvido em qualquer actividade destinada a viciar ou influenciar o resultado de um jogo, a nível nacional ou internacional".

in ONOJO.PT

Resumindo, os porcos agradecem de forma veemente à Federação Portuguesa de Futebol!

3 comentários:

VeRMeLHoVZKy disse...

Tradução de Espanhol para Português:

"...nada contento..." = "... nada contente..."

Tradução de Espanhol para PORKOguês:

"...nada contento..." = "... pouco contente..."

Estão a perceber a questão da corrupção ser corrupção tentada? São questões de tradução!!!

Anónimo disse...

Espetem estas declarações nas fuças dos porkos em tudo o que for blog desse clube corrupto! E em tudo o que for blog de futebol!
A comunicação social portuguesa como seria de esperar, principalmente as televisões pouco ou nada dizem sobre isto.
Então isto não merceria agora uma primeira página de arromba no jornal "O JOGO"?

Márcio disse...

A procissão ainda vai no adro meus amigos...